sexta-feira, 30 de junho de 2006

Cidade de Hidrogénio - H2PIA

Enquanto nós andamos preocupados com o preço do petróleo(e/ou a sua especulação), com refinarias em Sines, com centrais nucleares(ou com medo delas), na Dinamarca inventam coisas novas. E mais uma vez os países nórdicos supreendem-nos com projectos muito futuristas e interessantes: Uma cidade a hidrogénio! A H2PIA, de utopia. Para os cepticos pode não passar de uma utopia mas há um projecto para construir a partir de 2007 uma cidade completamente livre dos combustiveis fosseis. Ou qualquer outra fonte poluente.

O objectivo é recorrer à energia fotovoltaica e eólica para produzir electricidade. Todos os habitantes produzem para si e para a rede, partilhando-na, havendo contudo parques eólicos e solares. A energia eléctrica resultante serve para produzir hidrogénio. Este é armazenado, servindo para alimentar os automóveis e outro tipo de equipamento. Na falta de energia eólica e solar estas reservas de combustível servem para produzir a electricidade em falta.

E tudo isto para libertar apenas água... Pensem nisso!
ver site

segunda-feira, 26 de junho de 2006

Living upside down!

Eu estou apaixonado por uma menina terra
Signo de elemento terra, do mar se diz terra à vista
Terra para o pé firmeza, terra para a mão carícia
Terra, Caetano Veloso

A menina terra faz malabarismo para tentar não perder o equilibrio e manter-se firme esvoaçando entre trapézios voadores. Não consegue ver o chão, nem sabe se lá bem no fundo a rede apaziguadoura se estende, nem se aqueles braços a puderão amparar no seu voo. Sabe apenas que uma mão a protege e sente-lhe o toque. Doce e suave... calmamente suspira-lhe ao ouvido... Eu acredito em ti! E nesse momento é tudo o que precisa para como uma borboleta realizar a mais audaz piroeta acrobática... estende os braços e salta!

Ella

sábado, 24 de junho de 2006

Pessoa Revisited

Wordsong Pessoa é o projecto que se segue após Al Berto. E tal como no projecto anterior quem espera ouvir Pessoa como o conhecemos desengane-se desde já. Aqui não se declama nem se "musicam" poemas. Aqui os poemas "são antes matéria prima da qual, através de processos de cirurgia que podemos entender num quadro de manipulação de elementos muito em voga em diversas áreas de expressão artística, nascem canções. Canções que não traduzem obrigatoriamente uma lógica estrutural fixa, antes nascendo como afloramentos intuitivos que partem da palavra e ganham vida pelo som."(Nuno Galopim, in Dn) Os músicos que compõem este projecto são Alexandre Cortez, Pedro d´Orey, Nuno Grácio e Filipe Valentim, e apresentam um livro acompanhado de um DADV (DVD e CD) que reúne 16 temas que compõem o álbum e ainda 12 vídeo clips criados pela artista plástica Rita Sá.
Para mim, foi ver Pessoa com a inocência da primeira vez e "sentir tudo de todas as maneiras", tal como Richard Zénith anunciou no ínicio do concerto na Fnac do Chiado. O universo de Pessoa fora de Pessoa, mas com este sempre omnipresente!

Ella

quarta-feira, 21 de junho de 2006

Wake Up!

All these accidents,
That happen,
Follow the dot,
Coincidence,
Makes sense,
Only with you,
You don't have to speak,
I feel.

Emotional landscapes,
They puzzle me,
Then the riddle gets solved,
And you push me up to this

State of emergency,
How beautiful to be,
State of emergency,
Is where I want to be.

All that no-one sees,
You see,
Whats inside of me,
Every nerve that hurts,
You heal,
Deep inside of me,
You don't have to speak,
I feel.

Emotional landscapes,
They puzzle me - confuse,
Then the riddle gets solved,
And you push me up to this

State of emergency,
How beautiful to be,
State of emergency,
Is where I want to be.

Joga,
by Bjork

Hoje ao acordar era ao som desta canção que o meu coração se espreguiçáva, e quando bati a porta de casa ela continuava a cantar. Adoro esta música, como adoro muitas outras da Bjork... mas esta é especial (sim, e aquela outra que ouço em delírio com o volume ao máximo!). Admiro esta mulher-menina, capaz sempre de me surpreender... é linda! Uma verdadeira visionária. E não posso deixar de recomendar o DVD Medúlla, o último trabalho da senhora (2004), onde podem encontrar para além dos seus vídeos imaginativos, um making-of do próprio cd. Especial e totalmente inovador pois trata-se de um cd em que todo e qualquer som utilizado foi produzido vocalmente (com excepção de sintetizadores e percurssão utilizados apenas em algumas faixas). Com convidados especiais entre gente conhecida e muitos outros ilustres desconhecidos (Rahzel dos The Roots, Mike Patton dos Faith No More, vários coros e human beat voices) a deixarem-nos boquiabertos e maravilhados com o que é possível fazer com a voz. Vale a pena ver/ouvir e deixarem-se surpreender... prometo que não se vão arrepender!

Photo by Ohashi-jin.
Ella

terça-feira, 20 de junho de 2006

Is it TRUE?

Keith Jarrett com o seu trio maravilha (Gary Peacock e Jack DeJohnette) em Portugal no CCB? Será desta?! Após três breves passagens meteóricas pelo nosso país - a primeira em 1966 integrando o grupo de Charles Lloyd no clube Luisiana, a segunda em 1971 num concerto memorável com a banda de Miles Davis no Cascais Jazz, a terceira em 1981 a solo no Coliseu de Lisboa (num concerto interrompido por causa do barulho da plateia...) - e após 25 anos, será desta?? O que é certo é que o rumor já corre, e ao que se espera terá confirmação amanhã a quando da apresentação da nova programação de António Mega Ferreira para o CCB.
Desta vez vou ficar bem amuada e fazer birrinha se forem só rumores... É que com coisas sérias não se brinca!
Onde é que é a fila para os bilhetes?
Ella

domingo, 18 de junho de 2006

O Castelo Andante

I don't want to run away anymore. I finally found someone to protect no matter what it costs!! That is you. - Howl

O gosto por desenhos animados não passa com a idade. Pelo menos não a mim. Posso não gostar de umas quantas chinesises (tipo Dragon Ball, peço desculpa aos fans, confesso que nunca percebi a piada) e uns quantos outros, mas não resisto a uns Simpsons e pela 1000000 vez choro com o Rei Leão. Ontem vimos O Castelo Andante, a última obra do realizador japonês Hayao Miyazaki e produzido pelo Studio Ghibli. Autores de animes tão conhecidos e queridos entre nós como o Marco ou a Heidi, e também de filmes de animação como A Princesa Mononoke e A Viagem de Chihiro (óscar de melhor filme de animação em 2003). Uma história encantada baseada num livro da escritora inglesa Dianna W. Jones, passada numa Inglaterra irreconhecível quer no tempo quer no espaço. Onde uma jovem heroína, Sophie, após um breve encontro com o Feiticeiro Howl (devorador de corações de donzelas) vê a sua vida de pernas para o ar. Perante uma guerra iminente a Magia toma um lugar decisivo. E mais não digo! Esperem, ainda me falta dizer que a concepção do Castelo é genial (também eu gostáva de passar férias num Castelinho Andante), e a atenção aos pequenos pormenores faz toda a diferença. Apesar de ter gostado mesmo muito, A Viagem de Chihiro continua a ser o meu preferido.
Vejam, enleiem-se na história e deixem-se tocar e embalar pela magia!

Ella

PS: Os ouvidinhos é que continuam a não achar natural o Japonês!

sábado, 17 de junho de 2006

terça-feira, 13 de junho de 2006

The way to LOVE anything is to realize that it may be lost.

Gilbert K. Chesterton

As Ray Porter watched his Mirabelle walk away, he feels a loss. How is it possible - he thinks - to miss a woman whom he kept at a distance so that when she was gone he would not miss her. Only then did he realise how wanting part of her and not all of her had hurt them both and how he cannot justify his actions except that well... it was life.

Script from Shopgirl, by Steve Martin.

Ella

sexta-feira, 9 de junho de 2006

Afrodisíaco de Afrodite

Afrodisíaco - qualquer substância à qual se atribuem propriedades estimulantes sexuais.
... o único afrodisíaco verdadeiramente infalível é o amor. Não se ganha em deter a paixão inflamada de duas pessoas enamoradas. Nesse caso não importam os achaques da vida, o furor dos anos, o entorpecimento físico ou a escassez de oportunidades, pois os amantes arranjam sempre formas para se amar, porque esse é por definição o seu destino. Mas o amor, tal como a sorte, vem quando não o chamam, instala-nos na confusão e esvai-se como fumo quando tentamos retê-lo. Do ponto de vista estimulante é, portanto, um luxo de alguns afortunados, mas incansável para os que não foram feridos pelo seu dardo.

Afrodite,
Isabel Allende
Ella

quinta-feira, 8 de junho de 2006

As minhas meninas

Sempre ouvi dizer que para os pais os filhos não crescem, são sempre meninos. Nunca acreditei. Talvez porque sempre achei que os meus pais não me tratavam como criança, mas como uma pessoa pequenina. Hoje começo a acreditar que talvez seja verdade, pois para mim as minhas meninas vão ser sempre as minhas meninas. Porém não me iludo, eu sei que o tempo voa... passa por nós como uma aragem enquanto pestanejamos.
Na sexta, quando a Micas me abriu a porta tinha quase mais 10cm que eu, suspirei de alívio quando percebi que era das Havaianas de sola compensada. Mas a verdade é que me passou, e a Cocas já passou a minha mãe, está visto que a próxima que se segue sou eu. Não é que eu não queira que elas cresçam, não é isso... eu só não quero ser a mais pequena! Antes quando eu perguntava se havia míudos giros diziam-me sempre que não, hoje são elas que dizem "o não sei quantos é muito giro, não achas?". Antes quando apareciam cenas românticas e muitos beijinhos na televisão diziam "que nojo!", agora dão sorrizinhos.
As minhas meninas estão a crescer... e a mim resta-me observá-las e apoiá-las! Roer as unhas e fazer figas para que façam as melhores escolhas, mesmo que nem todas sejam as certas!

Ella

Promessa

Despedi-me de mais um sonho que sonhei menina. Perdiu-o. Mas tenho fé de um dia reencontrá-lo. Muita. A menina de outrora sentou-se no colo de seu pai guardando nas duas mãos fechadas uma pequena concha, o último dos sonhos sonhados. PROMETO-TE QUE NÃO TE PERCO. PROMETO-TE. PROMETO-TE.

Ella

segunda-feira, 5 de junho de 2006

My dear Moleskine...


O lendário bloco de notas companheiro predilecto inseparável de tantos escritores, pintores, entre outros artistas e do cidadão comum - também o meu predilecto - decidiu lançar algo novo. Os Moleskine City Notebook, blocos de notas dedicados a várias cidades que servem de guia das mesmas. Que incluiem mapas em grande e pequena escala, indeex das ruas, páginas em branco para o que nos passar pela cabeça, páginas removiveis ideais para trocar mensagens e muitas outras agradáveis surpresas. O lançamento da 1ª série de cidades ocorrerá em Outubro de 2006 (Amesterdão, Barcelona, Berlim, Dublin, Londres, Madrid, Milão, Paris, Praga, Roma, Viena, e Lisboa) e da 2ª série na Primavera de 2007 (Boston, Chicago, Los Angeles, Miami, Montreal, Nova York, São Francisco, Washington). Great idea para quem gosta de guardar "todos os papelinhos e todos os pormenorzinhos" a não esquecer! Vou aguardar por desfolhá-los... mas algo me diz que vou adorar!
Qual o destino que se segue?

Ella

domingo, 4 de junho de 2006

Caldas Late Nigth 2006

Decorreu a semana passada, de quarta-feira a sexta, a 10ª edição do Caldas Late Night (CLN). Para quem não conhece trata-se de um evento artístico alternativo produzido pelos alunos da ESAD que ao longo destes dias promovem uma série de actividades e intervenções por toda a cidade e nas suas residências, aqui fica o link para o site. Como cliente assídua deste evento, não faltei. Munida de máquina fotográfica, do indispensável mapa e da companhia mais que indispensável da Mystic... lá fomos nós...


The best one...
"Zaragata Meet Manufactor - Fabrica 13",
Inês Ribeiro, Bruno Perdiz, Cristiano Lopes.


A "mais original"...
Os paralelipípedos flutuantes, infelizmente não consegui descobrir o autor.


E é claro, não posso deixar de referir aquela na sede do PC em que tive de esperar durante 1/2 hora, pois cada pessoa entrava sózinha numa experiência sui generis! Valeu a pena...


"Porque será que os defeitos de alguém se tornam mais importantes que as suas virtudes?"

Ella

PS: algo de que gosto mesmo no CLN é ver gente a passear pelas rua, e encontrar sempre gente conhecida com quem se troca 2 dedos de conversa!