segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

sábado, 29 de dezembro de 2007

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Cadeaux de Noel

Ou quando a banda sonora ultrapassa em larga escala o filme! 
Je l'écoute sans arrêt!

J'éspère qu'au ciel
Des diables malins coupent au anges leurs ailes
Pour que tu retombes du ciel 
Dans mes bras ouverts 
Cadeau providenciel

Mais chaque seconde est une poignée de terre
Mais chaque minute
Est un tombeau
Vois comme je lutte
Vois ce que je perds
En sang et en eau



As-tu déjà aimé
Pour la beauté du geste...

Ella

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Et Maintenant la Belle et la Bêtte (2)

Já toda a gente deve saber, mas achei que devia ser devidamente mencionado aqui apesar disso. Da primeira vez que um post teve este título, a "besta" era a mesma, mudando só a bela.


O Président orientou-se à grande com a italiana com uma voz de arcanjo do sétimo céu e corpo de diabinha capaz de desviar o mais santo dos santos. Ainda me lembro da primeira vez que ouvi falar da Carla Bruni, por altura das primeiras edições do Portugal Fashion em que acompanhava as mais ilustres Schiffer e Campbell. Entretanto, cansou-se das passerelles e encanta nos mp3 desse mundo. Apesar das evidentes semelhanças com a outra bela, a miss Bruni não chega ainda aos calcanhares da Segoléne. Ainda assim, pergunto... O que é que elas vêm nele??? Meninas pergunto, sinceramente! Além do poder e mau feitio o que é que o Sarko tem? Será que é mesmo isso? Esse mau feitio que solta nas mulheres o sentimento de educadora pensando que o podem mudar?
Em relação a ela não pergunto, não vale a pena... Alguém que tem a faculdade de nos cantar ao ouvido desta maneira é meio caminho andado. Morena de olhos verdes ainda por cima.


boomp3.com

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Momento "Tás-te a esticar"

Sou só eu que acho a Mrs. Incredible um belo pedaço de animação??? MILF Alert !!!

(Acho que deve ser todo o açúcar festivo que me anda a dar a volta à cabeça. Isso com os paracetamóis...)

Aquecimento central no máximo e Bossanova, Samba e Salsa em altos berros na sala enquanto punha a mesa e dava cabo da cabeça das velhotas de Havaiana no pé no embalo da cuíca. Estava nos trópicos enquanto aprontava as coisas para mais um jantar de Natal. No Pelourinho na Bahia ou na marginal de Havana era onde me encontrava e sonhava por um Natal quente e sem compromissos. Um Natal sem hipocrisias na televisão e o Shrek em português com o sotaque de Viseu. Um Natal com chope e caipirinhas, mojitos e piñacoladas depois de um dia de praia com um pôr do sol daqueles que merece aplauso tal a maravilha.


Este post era para ter sido começado a escrever antes de jantar quando era o espírito de Natal em pessoa e a Elis mandava um abraço à torcida do Flamengo, mas entretanto chegaram os primos e tios e não deu. Agora que passou, depois de distribuidos os presentes e comido o bacalhau (eu comi polvo, claro), sou o Grinch ou o Ebeneezer Scrooge, principalmente porque estou prestes a ficar doente. As dores musculares já começam e a febre ténue faz adivinhar uma semana de ronha.

De qualquer maneira, ninguém tem culpa desta minha disposição natalícia e eu mando aquele abraço na mesma. Tenho de ir dormir porque amanhã tenho muito filme para ver e muita goleada para dar ao meu primo puto no PES e tirar a barriga de misérias.

ALÔ LEITORES DO KB, AQUELE ABRAÇO !
boomp3.com
tem tudo a ver este samba...

sábado, 22 de dezembro de 2007

Home Sweet Home

Uma das melhores coisas de vir a casa dos pais é a magnífica visão de uma dispensa ou um frigorífico cheios. Fantástico abrir o frigorífico e poder escolher, ter de arredar coisas da frente de outras para ver o que está atrás. Para quem gosta tanto de midnight snacks, o frigorífico de casa dos pais é o paraíso. Não ter de optar por tostas com atum, torradas com pão de anteontem, sandes de ketchup e maionaise, como não raras vezes acontece, é muito bom. Aqui, opta-se pelas diversas variedades de iogurtes, sandochas de qualquer tipo com diferentes tipos de pão, Ucal fresquinho, chocolatinhos mini, bolachas, nougat como aquele que se vendia antigamente no estádio da Luz ou mesmo os restos do jantar... A casa dos pais, hoje em dia, é como a casa dos avós quando era puto, em que a avó tinha sempre guardado num qualquer sítio um bombom para quando o neto guloso lá fosse já que em casa nada durava muito tempo mesmo.
Parabéns à Ella com os óculos mais "in" do país!

Louis loves Ella

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Não é nenhum Ratatouille mas...

Vale a pena ver pelas piadas à Seinfeld e a sua deconstrução do mundo hexagonal das abelhas. Mas é Seinfeld a mais, ou melhor, de tudo o resto a menos. O argumento aguenta-se, mas faltam as outras personagens cómicas que sempre trouxeram o melhor do trabalho do autor na melhor sitcom de sempre. É impossível não fazer comparações com o seu maior concorrente ao Óscar. Comparado com o da Pixar o Bee Movie é poucachinho. Mas um belo filme sem dúvida e deverá melhorar quantas mais vezes se veja.

O cameo do Chris Rock como mosquito é muito bom e só é pena aparecer pouco. Ainda menos que o Scratch no Ice Age. Hilariante como sempre a expressão do Patrick Warburton, o Puddy, personagem mítica em Seinfeld, e voz em Family Guy.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Dolce fare niente...

As saudades que eu tinha de acordar ao fim de semana de ressaca... E as saudades de estar de ressaca a ler o Público de sexta e o Expresso intactos. E ver todos os filmes repetidos que dão à tarde, e levantar sem ter de escrever umas 10 páginas até ao fim do dia ou calcular o erro associado à fórmula de Simpson, ou resolver a equaçao diferencial pelo problema de Cauchy (ainda estou com pesadelos)...

É bom acordar e não pensar que a minha vida é uma merda. Até é porque as coisas não correram como desejava, mas agora não há nada a fazer excepto esperar. E isso sei eu fazer bem. Hoje, ver o Bee Movie e na onda do resto do fim-de-semana fazer absolutamente nada....

And i'm feeling good.


sábado, 15 de dezembro de 2007

Espírito de Natal

Em alguns sítios há o recolher obrigatório, na minha bela localidade há a alvorada obrigatória. 10 a.m. começam a soar os jingles natalícios através da coluna minuciosamente colocada ao lado da janela do meu quarto. É fim-de-semana quero dormir, but noooo... O universo conspira sarcasticamente em segredo!
Para tentar recuperar o espírito natalicio roubado pela brilhante ideia da Associação de Comerciantes nada como tomar o pequeno-almoço ao som desta banda sonora fantástica e cantar em duo espirituosamente cada verso na acompanhia da minha little sis'...



Nigthmare Before Christmas,
by Tim Burton
Ella

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Film...

"Avant q'un baiser soit donner, on peut pas savoir s'il cera
petit
ou grand."



Um baiser s'il vout plaît, un film de Emmanuel Mouret

LOUIS

ps: tem a melhor cena de beijo desde...sempre?

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Pai Natal...

Como já deves ter sido informado o meu bichinho (pc velhinho) infelizmente já não é capaz de satisfazer as minhas necessidades, e uma vez que eu este ano me portei bem e fui uma linda menina, gostava muito que deixasses no meu sapatinho (que como sabes não é pequeno) um presentinho destes!
Pleeeeeeeeeeease...

Mac Book

Ps. Ás vezes gostava mesmo de ainda acreditar!

Ella

domingo, 9 de dezembro de 2007

Dias cinzentos...



Há aqui dias mesmo em preto e branco. Ou melhor dizendo cinzentos.
Sem luz e sem boa disposição. Onde anda o Pai Natal vermelho e a neve branca dos filmes? Os bichinhos a saltitar e a entoarem cânticos de Natal? Onde está o "Sozinho em casa"? (Esse por acaso já passou aí na tv...) Tou com falta de espírito natalício. Se calhar por ainda não me ter confrontado em pleno com o demónio das compras! Ou por estar longe da malta...Nunca mais é férias!

LOUIS from la France

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Point of view


Consider that you didn't break it, you just shape it!
Christo

And that's suppose to make me feel better?!
Ella

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

A salivar que nem o cão de Pavlov


Deve ser tão bom... (The Joker is Back)

Simply?


"You can't change the weather, Tom," June would say, meaning that some things simply were what they were, and we had no choice but to accept them.

The Brooklyn Follies, Paul Auster
Photo by Ella

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

To: Kind of Blog


AZUL

Pra todo o sempre
Eu vou guardar o seu lugar
Com todo o encanto
Vou saber lembrar

Sem som do mar
Não sei mais como te encontrar
Com a luz do sol
Vou aquecer o seu lugar

Lá no azul
No mesmo blue

Sonhando com tudo
Com o seu lembrar
Passando por tudo
Esperando o sol

Sem seu azul não sei lembrar
Na luz do sol vou te guardar
Tenho tanto amor que eu quero ter
Sem poder mais te esquecer

Ouvindo, sentindo
Toda a sua luz
Lá no blue do azul
Sempre a me envolver

Bebel Gilberto "MOMENTO"

sábado, 1 de dezembro de 2007

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Ufff (pingo de suor a escorrer pela testa como nas animes japonesas)

Contributo para a implementação de um Sistema de Gestão Ambiental no CS-SRSH de acordo com a Norma NP EN ISO 14001:2004 - CHECK

69 páginas, 21 321 palavras, 118 874 caracteres sem espaços, 1 032 parágrafos, 2425 linhas e 9 anexos depois está entregue. Foi difícil, às vezes parecia impossível, mas está feito.

Comparado connosco o Jack Bauer é um menino. Uma directa por época é peanuts.

Constatação: O gajo que inventou o Office 2007 deve ser o filho do diabo.

Obrigado pela preocupação e apoio.

Agora falta o mais difícil. Torçam por mim!

Vou ali ver se a minha cama ainda lá está.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

A Ginginha esta fechada


O quê? Não pode ser?! E agora? Onde vamos beber aquele copinho antes de uma ida ao Coliseu? Onde vamos beber aquele copinho ao fim da tarde de uma Primavera, Verão, Outono ou Inverno? Onde vamos levar os nossos amigos estrangeiros a provar a mais tradicional bebida Portuguesa? Ao que parece, a ASAE, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, apenas cumpriu o seu dever, encerrando-lhe as portas.

A Ginginha do Rossio esta fechada. A Ginginha do Rossio era um monumento nacional.

Mais um Outono

Sinto o frio e o vento...
A pele seca, os lábios também.
Sinto a chuva e o ar sombrio...
A voz rouca, trovejando além.

A sombra em mim desapareceu,
O céu cobriu e a água à terra desceu...

Sinto a luz e o som...
A natureza relampejante.
Sinto o medo e a aproximação...
A energia trespassante.

O medo em mim desvaneceu,
E a terra molhada ao céu agradeceu...

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Marion Cotillard

Maybe we're not supposed to be happy. Maybe gratitude has nothing to do with joy. Maybe being grateful means recognizing what you have for what it is. Appreciating small victories. Admiring the struggle it takes to simply be human. Maybe, we're thankful for the familiar things we know. And maybe we're thankful for the things we'll never know. At the end of the day, the fact that we have the courage to still be standing is reason enough to celebrate.
Grey's Anatomy

Or maybe that's really happiness!??
Ella

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Tal e qual...

Constatação

Uma das minhas maiores qualidades é conseguir fazer depressa e bem.

Um dos meus piores defeitos é adiar tanto as coisas que não tenho outro remédio senão fazer depressa e bem.

Copiado daqui

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

O Sexo e a Cidade

... e eu que sempre vi uma Sammantha dentro de mim.

Quero ver os vossos resultados meninas!

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Estamos em Obras

Pedimos desculpa pelo incómodo. Prometemos ser breves. Assim que a Ella puser as suas mãozinhas mágicas no novo modelo de gestão bloguística, o blogger nunca mais será o mesmo. Assim sendo, fiquem com uma música dos Men at Work, claro. Porque não há nenhuma banda chamada Women at Work e porque assim sempre se matam saudades das míticas noites de Agosto do Sítio da Várzea.


Men at Work - Who can it be now

sábado, 10 de novembro de 2007

Joni Mitchell


Auto-retrato em "Both Sides Now"

Recente descoberta desta senhora. CD recheado de clássicos dos anos
30 e 40 e duas composições originais da própria com
uma grande orquestra a tocar e solos de Wayne Shorter.
Canta maravilhosamente bem.
E sempre que o ouço lembro-me que estou cada vez mais apaixonado,
não só pela música....

LOUIS

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

"And they call him Sandy Claws !!" - Jack



Santa - " 'Twas a long time ago, longer now than it seems in a place perhaps you've seen in your dreams. For the story you're about to be told began with the holiday worlds of auld. Now you've probably wondered where holidays come from. If you haven't I'd say it's time you begun..."



E eu desesperadamente à procura em Paris de um cinema com este filme em 3D em versão original! Que desespero. Mas nota-se aqui na cidade um princípio de espírito natalício...para o que tem de bom e de mau. Prometo fotos brevemente, quando o tempo melhorar...

LOUIS from Pumpkin Town

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Les Chanson d'Amour


Saudade até que é bom
É melhor que caminhar vazio
Sonhos, Caetano Veloso

Estou há algum tempo para escrever sobre o filme, mas isto de dar uma opinião sem poder dizer o que quer que seja sobre a história para não ferir susceptibilidades daquele tipo de pessoas que "não quer saber" é muito limitante. Neste caso o mote não estraga em nada o desenrolar da trama, pois é o mesmo de todas as histórias de amor - duas pessoas que se amam.
Quantas pessoas caberão numa suposta relação a dois? E o que fazer ao amor quando perdemos sem razão o objecto do nosso amor? São algumas das perguntas que ressoam durante o filme e ao longo do caminho para casa. E para as quais cada um tem as suas respostas, se já as encontrou.
Confesso que não sou pessoa de musicais e saber de ante mão que vão desatar a cantar por tudo e por nada me deixou um pouco de pé atrás, mas o que aconteceu foi o contrário. Louis Garrel com o seu cabelo tempestivo canta e encanta. Banda sonora de excelência, música mesmo "aux point". No sítio certo, na altura certa. Muito french, bien sure!

Ama-me menos, mas ama-me durante mais tempo.
Ismael, Les Chanson d'Amour
Ella

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

At least...

Photo by Cindy Sherman

That's our wishful thought!, diz ele.

Wishful thoughts... são eles que nos impelem para avançar em frente. Passo a passo.
Ella

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Mar




Mar

Metade da minha alma é feita de maresia.


Sophia de Mello Breyner
Foto: Mystic's @ Foz do Arelho

domingo, 21 de outubro de 2007

Revolução Sentimental


Porque li isto ontem e de alguma forma fez todo o sentido. E também porque quero mesmo ir ver este filme, Les Chansons d'Amour de Christophe Honoré.

Honoré tem uma teoria: depois da revolução sexual, estes são os tempos da "revolução sentimental". "Para as pessoas da minha geração, que sentiram o peso da sida, o campo da gravidade era o sexo, era aí que se jogava a vida e a morte. Nesse sentido, os sentimentos foram remetidos para as coisas ligeiras, que recusávamos encarar com seriedade. Creio que agora há um reverso disso, e que da mesma maneira que houve uma revolução sexual que desinvestiu os sentimentos, há agora uma geração para a qual o sexo é a 'petite chose', podemos dizer que há uma espécie revolução sentimental.
in Ípsilon, Público
Ella

TIP OF THE DAY

Tem sete minutos, mas é revelador este discurso pelo Baz Luhrman da banda sonora do Romeu + Julieta, quanto a mim um dos filmes mais subvalorizados. Soluções? Ninguém tem, mas entretanto só resta aproveitar.


Ladies and Gentlemen of the class of 2007

Wear Sunscreen
If I could offer you only one tip for the future,
sunscreen would be it.
The long term benefits of sunscreen have been proved by scientists,
whereas the rest of my advice has no basis more reliable than my own meandering experience
I will dispense this advice now.

Enjoy the power and beauty of your youth, oh nevermind,
you will not understand the power and beauty of your youth until they've faded.
But trust me, in 20 years you’ll look back at photos of yourself
and recall in a way you can’t grasp now, how much possibility lay before you
and how fabulous you really looked,
you are not as fat as you imagine.

Don’t worry about the future, or worry, but know that worrying is as effective as trying to solve an algebra equation by chewing bubblegum.
The real troubles in your life are apt to be things that never crossed your worried mind, the kind that blindside you at 4pm on some idle Tuesday.

Do one thing everyday that scares you

Sing

Don’t be reckless with other people’s hearts,
don’t put up with people who are reckless with yours.

Floss

Don’t waste your time on jealousy, sometimes you’re ahead, sometimes you’re behind,
the race is long, and in the end, it’s only with yourself.

Remember the compliments you receive, forget the insults,
if you succeed in doing this, tell me how.

Keep your old love letters, throw away your old bank statements.

Stretch

Don’t feel guilty if you don’t know what you want to do with your life,
the most interesting people I know didn’t know at 22
what they wanted to do with their lives,
some of the most interesting 40 year olds I know still don’t.

Get plenty of calcium.

Be kind to your knees, you’ll miss them when they’re gone.

Maybe you’ll marry, maybe you won’t, maybe you’ll have children, maybe you won’t,
Maybe you’ll divorce at 40,
Maybe you’ll dance the funky chicken on your 75th wedding anniversary
What ever you do, don’t congratulate yourself too much or berate yourself either
Your choices are half chance, so are everybody else’s.
Enjoy your body, use it every way you can, don’t be afraid of it,
or what other people think of it, it’s the greatest instrument you’ll ever own

Dance, even if you have nowhere to do it but in your own living room.

Read the directions, even if you don’t follow them.

Do not read beauty magazines, they will only make you feel ugly.

Brother and sister together we'll make it through
Someday a spirit will take you and guide you there
I know you've been hurtin, but I've been waitin' to be there for you
And I'll be there just helping you out whenever I can

Get to know your parents, you never know when they’ll be gone for good.

Be nice to your siblings, they are the best link to your past
and the people most likely to stick with you in the future.

Understand that friends come and go, but for the precious few you should hold on.
Work hard to bridge the gaps in geography and lifestyle because the older you get,
the more you need the people you knew when you were young.

Live in New York City once
, but leave before it makes you hard,
Live in Northern California once, but leave before it makes you soft.

Travel.

Accept certain inalienable truths, prices will rise, politicians will philander,
you too will get old, and when you do you’ll fantasize that when you were young
prices were reasonable, politicians were noble and children respected their elders.

Respect your elders.

Don’t expect anyone else to support you. Maybe you have a trust fund,
Maybe you have a wealthy spouse; but you never know when either one might run out.

Don’t mess too much with your hair, or by the time you're 40, it will look 85.

Be careful whose advice you buy, but, be patient with those who supply it.
Advice is a form of nostalgia,
dispensing it is a way of fishing the past from the disposal, wiping it off,
painting over the ugly parts and recycling it for more than it’s worth.

But trust me on the sunscreen

Brother and sister together we'll make it through
Someday a spirit will take you and guide you there
I know you've been hurtin, but I've been waitin' to be there for you
And I'll be there just helping you out whenever I can
Everybody's free oh yeah
Everybody's free oh yeah

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

A Dulpa Hélice...


Ora, todos conhecerão a Dupla hélice, essa famosa estrutura descoberta por James Watson & Francis Crick, que lhes valeu o famoso Nobel da Medicina em 1953.

Pelo menos, assim reza a história...

Aqui há uns tempos, numa das saborosas conversas de almoço, com vista para o estádio Universitário. 10 minutos fazer uma actualização dos aspectos importantes das nossas vidas, desde a última vez que nos tinhamos encontrado e surge o tema: James Watson!

T.: - Sabes aquele que descobriu a dupla-hélice?

Mystic's: - Sim, claro! É uma referência para todos nós...

T.: - Ainda está vivo, conheci-o há 2 anos em NY. Segundo contam, o sr. trabalhava num laboratório que queria exterminar as "outras raças humanas", segundo contam foi uma miúda que trabalhava lá que descobriu a estrutura.

Mystic's: - a sério? não sei porquê, não me admiro muito... e mais?

(...)


A conversa continuou e não pensei muito mais no assunto, até que ontem li esta notícia no Público:
James Watson diz que os negros são menos inteligentes que os brancos


Eu nem sequer comento, deixo isso para quem tiver vontade, se achar que o descobridor, ou não, da estrutura mais famosa do século XX, merece.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Sometimes...

Leap of Faith, Hyde Park, London by J.A. Hampton

we just have to take a leap of faith!

A leap of faith, in its most commonly used meaning, is the act of believing in something without, or in spite of, avaible empirical evidence. Wikipedia

Ella

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

DESENVOLVIMENTO INSUSTENTÁVEL

Hoje trago-vos um daqueles testes de internet que todos gostamos. Hoje é Blog Action Day. Dia para a blogosfera tomar a consciência de que o mundo em que vivemos não é o mundo em que nascemos e muito menos o mundo em que vão viver os nossos descendentes. Fala-se hoje mais que nunca em sustentabilidade. E mais que nunca o ecossistema em que vivemos não nos suporta. Tudo isto começa e acaba connosco. Como dizia Salvador Dali, para ser global há que ser ultra-local. Apenas com as escolhas que assumimos no dia-a-dia se pode caminhar para um sítio em que a cidadania e a sustentabilidade andam de mãos dadas. Precisamos de ter a noção de que se toda a gente no mundo consumisse o mesmo que cada um de nós, provavelmente já nada seria como agora. A triste realidade é que se não houvessem milhões no limiar da pobreza extrema a vida como a conhecemos não existiria. Assim, deixo-vos com o teste que vai mudar a vossa maneira de olhar para o quotidiano. Se toda a gente no mundo consumisse o mesmo que eu seriam necessárias 2,2 planetas Terra para nos suportar.

E vocês? Qual é a vossa pegada ecológica?
FAZ O TESTE AQUI!

às vezes...


...acontece!

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

"Portuguese c'est comme Marocain: Bancarrota!"


A primeira vez em Marraquexe nunca se esquece. Éramos cinco. Dois condutores, um co-piloto a Princesinha do Faroeste e o francês. Apanhámos o francês em Cascades d'Ouzod, oásis na aridez do interior marroquino. Viajante solitário, encontrámo-lo a pagar o triplo num tapete "berbere". Pediu boleia para voltar a Marraquexe, nós demos. Chegamos ao fim da tarde e as palmeiras recebem-nos na cidade vermelha. 4 carros em faixas de 2, petits taxis, grand taxis, aceleras a pedais e uma 4L branca à pinha. Chega-se ao Ali, inesquecível abrigo no coração da cidade. Recebidos com um sorriso como sempre. Não há quartos. Não faz mal, também não queriamos um. Dali para a Djemaa el-Fna, o centro do mundo. Guiados pelo francês e o seu Guide du Routard, que nós até só comprámos um mapa das estradas ao terceiro dia. Janta-se no n.º1. Uma das dezenas de barraquinhas no meio da praça, ao lado de uma outra que só tinha miolos de carneiro, e que surgem por entre encantadores de serpentes, dentistas, contadores de histórias, actores momentâneos e saltimbancos. Negócio familiar de gente boa e genuinamente feliz. Óptimo para variar do pão com Vaca que Ri dos pequenos-almoços e almoços e do invariável arroz com atum e feijoadas em lata de todos os jantares. O repasto: tagines, brochettes et beaucoup des frites. A sobremesa, pastilla, sublime bolo folhado de pombo e canela. Depois de mais uma volta pela praça a ouvir contar histórias numa língua que não entendemos sai-se para a medina guiados pelo francês que supostamente até conhecia aquele labirinto. Boa hora. Enquanto nos achávamos, a hospitalidade marroquina revela-se mais uma vez e um grupo de míudos convida-nos para o casamento da irmã de um. Surreal como se imagina. Noiva num andarilho de vestido branco e palmas das mãos encarnadas, música e dança sob as estrelas e a vontade de conhecer dois mundos de parte a parte. Com o espírito nas 1001 noites de volta ao hotel guiados pelos nossos novos amigos. Amigos daqueles que nunca mais se vão ver. Finalmente o descanso no terraço do Ali. Naquele hotel de 1000 estrelas, enebriados pelo ar da noite do deserto deixamo-nos levar com o som das mesquitas ao fundo. Inesquecível como vos digo. Gostava de vos mostrar.
Vamos?

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Late talk

Les poupées rousses

- És feliz?
... o cursor fica a piscar sobre o fundo branco.
- Não respondas.
- Porquê?
- Não é pergunta que se faça.
- É uma pergunta como outra qualquer.
- Talvez, mas não é pergunta a que se responda.
- Tens razão.

Ella&Friends

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Paris "Nuit Blanche"

Num exercício de puro plágio à nossa terrinha querida, a cidade de Paris comemorou da melhor forma a vitória do XV de France sobre os implacáveis All Black! Um Paris Late Night à grande e à...vocês sabem o resto...

3 fotos dos "Tuileries" em fogo



E a igreja "Saint Eustache" com projecções psicadélicas!


post and fotos by Louis EyeStrong

sábado, 6 de outubro de 2007

Para a Mystic...

Hoje só nos faltou isto...

Maria Bethânia

E um chá de Príncipe a acompanhar!
Parabéns amiga!
Ella

terça-feira, 2 de outubro de 2007

O poema deles...

Este poema é dedicado aos 4 anos do Blog d' A Revista P.E.N.A. Quatro anos de puro prazer literário. Para quebrar a rotina de reflexão, escrevo este poema dedicado às milhares de ratoeiras e tentativas que todos nós já tentamos pregar aos outros: "Eles vieram?". Por tudo isso, "O Poema deles", dos gajos sem juízo e enlouquecidos, de todos nós. Bem haja...

Todos perguntam por eles,
Numa rotineira paixão.
Não há saída ou diversão,
Que arrefeça essa tentação.

Soa sempre a companheirismo,
Na igreja ou no campismo,
Num bar ou a jantar,
Todos gostam de treinar.

Se és novo camarada,
E o tempo não pára,
Alguém te tentará a piada,
Para estimular sua tara.

Scandinavian Style



In case you ask, music by Nina Kinert "Through Your Eyes"!

domingo, 30 de setembro de 2007

Ideia...


"Avant de dire quelque chose, il faut s'assurer que le silence ne soit pas plus
important."
Marcel Marceau





Dois dos meu silêncios preferidos!

E algo que gosto de ver em silêncio...


LOUIS