quinta-feira, 25 de outubro de 2007

At least...

Photo by Cindy Sherman

That's our wishful thought!, diz ele.

Wishful thoughts... são eles que nos impelem para avançar em frente. Passo a passo.
Ella

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Mar




Mar

Metade da minha alma é feita de maresia.


Sophia de Mello Breyner
Foto: Mystic's @ Foz do Arelho

domingo, 21 de outubro de 2007

Revolução Sentimental


Porque li isto ontem e de alguma forma fez todo o sentido. E também porque quero mesmo ir ver este filme, Les Chansons d'Amour de Christophe Honoré.

Honoré tem uma teoria: depois da revolução sexual, estes são os tempos da "revolução sentimental". "Para as pessoas da minha geração, que sentiram o peso da sida, o campo da gravidade era o sexo, era aí que se jogava a vida e a morte. Nesse sentido, os sentimentos foram remetidos para as coisas ligeiras, que recusávamos encarar com seriedade. Creio que agora há um reverso disso, e que da mesma maneira que houve uma revolução sexual que desinvestiu os sentimentos, há agora uma geração para a qual o sexo é a 'petite chose', podemos dizer que há uma espécie revolução sentimental.
in Ípsilon, Público
Ella

TIP OF THE DAY

Tem sete minutos, mas é revelador este discurso pelo Baz Luhrman da banda sonora do Romeu + Julieta, quanto a mim um dos filmes mais subvalorizados. Soluções? Ninguém tem, mas entretanto só resta aproveitar.


Ladies and Gentlemen of the class of 2007

Wear Sunscreen
If I could offer you only one tip for the future,
sunscreen would be it.
The long term benefits of sunscreen have been proved by scientists,
whereas the rest of my advice has no basis more reliable than my own meandering experience
I will dispense this advice now.

Enjoy the power and beauty of your youth, oh nevermind,
you will not understand the power and beauty of your youth until they've faded.
But trust me, in 20 years you’ll look back at photos of yourself
and recall in a way you can’t grasp now, how much possibility lay before you
and how fabulous you really looked,
you are not as fat as you imagine.

Don’t worry about the future, or worry, but know that worrying is as effective as trying to solve an algebra equation by chewing bubblegum.
The real troubles in your life are apt to be things that never crossed your worried mind, the kind that blindside you at 4pm on some idle Tuesday.

Do one thing everyday that scares you

Sing

Don’t be reckless with other people’s hearts,
don’t put up with people who are reckless with yours.

Floss

Don’t waste your time on jealousy, sometimes you’re ahead, sometimes you’re behind,
the race is long, and in the end, it’s only with yourself.

Remember the compliments you receive, forget the insults,
if you succeed in doing this, tell me how.

Keep your old love letters, throw away your old bank statements.

Stretch

Don’t feel guilty if you don’t know what you want to do with your life,
the most interesting people I know didn’t know at 22
what they wanted to do with their lives,
some of the most interesting 40 year olds I know still don’t.

Get plenty of calcium.

Be kind to your knees, you’ll miss them when they’re gone.

Maybe you’ll marry, maybe you won’t, maybe you’ll have children, maybe you won’t,
Maybe you’ll divorce at 40,
Maybe you’ll dance the funky chicken on your 75th wedding anniversary
What ever you do, don’t congratulate yourself too much or berate yourself either
Your choices are half chance, so are everybody else’s.
Enjoy your body, use it every way you can, don’t be afraid of it,
or what other people think of it, it’s the greatest instrument you’ll ever own

Dance, even if you have nowhere to do it but in your own living room.

Read the directions, even if you don’t follow them.

Do not read beauty magazines, they will only make you feel ugly.

Brother and sister together we'll make it through
Someday a spirit will take you and guide you there
I know you've been hurtin, but I've been waitin' to be there for you
And I'll be there just helping you out whenever I can

Get to know your parents, you never know when they’ll be gone for good.

Be nice to your siblings, they are the best link to your past
and the people most likely to stick with you in the future.

Understand that friends come and go, but for the precious few you should hold on.
Work hard to bridge the gaps in geography and lifestyle because the older you get,
the more you need the people you knew when you were young.

Live in New York City once
, but leave before it makes you hard,
Live in Northern California once, but leave before it makes you soft.

Travel.

Accept certain inalienable truths, prices will rise, politicians will philander,
you too will get old, and when you do you’ll fantasize that when you were young
prices were reasonable, politicians were noble and children respected their elders.

Respect your elders.

Don’t expect anyone else to support you. Maybe you have a trust fund,
Maybe you have a wealthy spouse; but you never know when either one might run out.

Don’t mess too much with your hair, or by the time you're 40, it will look 85.

Be careful whose advice you buy, but, be patient with those who supply it.
Advice is a form of nostalgia,
dispensing it is a way of fishing the past from the disposal, wiping it off,
painting over the ugly parts and recycling it for more than it’s worth.

But trust me on the sunscreen

Brother and sister together we'll make it through
Someday a spirit will take you and guide you there
I know you've been hurtin, but I've been waitin' to be there for you
And I'll be there just helping you out whenever I can
Everybody's free oh yeah
Everybody's free oh yeah

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

A Dulpa Hélice...


Ora, todos conhecerão a Dupla hélice, essa famosa estrutura descoberta por James Watson & Francis Crick, que lhes valeu o famoso Nobel da Medicina em 1953.

Pelo menos, assim reza a história...

Aqui há uns tempos, numa das saborosas conversas de almoço, com vista para o estádio Universitário. 10 minutos fazer uma actualização dos aspectos importantes das nossas vidas, desde a última vez que nos tinhamos encontrado e surge o tema: James Watson!

T.: - Sabes aquele que descobriu a dupla-hélice?

Mystic's: - Sim, claro! É uma referência para todos nós...

T.: - Ainda está vivo, conheci-o há 2 anos em NY. Segundo contam, o sr. trabalhava num laboratório que queria exterminar as "outras raças humanas", segundo contam foi uma miúda que trabalhava lá que descobriu a estrutura.

Mystic's: - a sério? não sei porquê, não me admiro muito... e mais?

(...)


A conversa continuou e não pensei muito mais no assunto, até que ontem li esta notícia no Público:
James Watson diz que os negros são menos inteligentes que os brancos


Eu nem sequer comento, deixo isso para quem tiver vontade, se achar que o descobridor, ou não, da estrutura mais famosa do século XX, merece.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Sometimes...

Leap of Faith, Hyde Park, London by J.A. Hampton

we just have to take a leap of faith!

A leap of faith, in its most commonly used meaning, is the act of believing in something without, or in spite of, avaible empirical evidence. Wikipedia

Ella

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

DESENVOLVIMENTO INSUSTENTÁVEL

Hoje trago-vos um daqueles testes de internet que todos gostamos. Hoje é Blog Action Day. Dia para a blogosfera tomar a consciência de que o mundo em que vivemos não é o mundo em que nascemos e muito menos o mundo em que vão viver os nossos descendentes. Fala-se hoje mais que nunca em sustentabilidade. E mais que nunca o ecossistema em que vivemos não nos suporta. Tudo isto começa e acaba connosco. Como dizia Salvador Dali, para ser global há que ser ultra-local. Apenas com as escolhas que assumimos no dia-a-dia se pode caminhar para um sítio em que a cidadania e a sustentabilidade andam de mãos dadas. Precisamos de ter a noção de que se toda a gente no mundo consumisse o mesmo que cada um de nós, provavelmente já nada seria como agora. A triste realidade é que se não houvessem milhões no limiar da pobreza extrema a vida como a conhecemos não existiria. Assim, deixo-vos com o teste que vai mudar a vossa maneira de olhar para o quotidiano. Se toda a gente no mundo consumisse o mesmo que eu seriam necessárias 2,2 planetas Terra para nos suportar.

E vocês? Qual é a vossa pegada ecológica?
FAZ O TESTE AQUI!

às vezes...


...acontece!

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

"Portuguese c'est comme Marocain: Bancarrota!"


A primeira vez em Marraquexe nunca se esquece. Éramos cinco. Dois condutores, um co-piloto a Princesinha do Faroeste e o francês. Apanhámos o francês em Cascades d'Ouzod, oásis na aridez do interior marroquino. Viajante solitário, encontrámo-lo a pagar o triplo num tapete "berbere". Pediu boleia para voltar a Marraquexe, nós demos. Chegamos ao fim da tarde e as palmeiras recebem-nos na cidade vermelha. 4 carros em faixas de 2, petits taxis, grand taxis, aceleras a pedais e uma 4L branca à pinha. Chega-se ao Ali, inesquecível abrigo no coração da cidade. Recebidos com um sorriso como sempre. Não há quartos. Não faz mal, também não queriamos um. Dali para a Djemaa el-Fna, o centro do mundo. Guiados pelo francês e o seu Guide du Routard, que nós até só comprámos um mapa das estradas ao terceiro dia. Janta-se no n.º1. Uma das dezenas de barraquinhas no meio da praça, ao lado de uma outra que só tinha miolos de carneiro, e que surgem por entre encantadores de serpentes, dentistas, contadores de histórias, actores momentâneos e saltimbancos. Negócio familiar de gente boa e genuinamente feliz. Óptimo para variar do pão com Vaca que Ri dos pequenos-almoços e almoços e do invariável arroz com atum e feijoadas em lata de todos os jantares. O repasto: tagines, brochettes et beaucoup des frites. A sobremesa, pastilla, sublime bolo folhado de pombo e canela. Depois de mais uma volta pela praça a ouvir contar histórias numa língua que não entendemos sai-se para a medina guiados pelo francês que supostamente até conhecia aquele labirinto. Boa hora. Enquanto nos achávamos, a hospitalidade marroquina revela-se mais uma vez e um grupo de míudos convida-nos para o casamento da irmã de um. Surreal como se imagina. Noiva num andarilho de vestido branco e palmas das mãos encarnadas, música e dança sob as estrelas e a vontade de conhecer dois mundos de parte a parte. Com o espírito nas 1001 noites de volta ao hotel guiados pelos nossos novos amigos. Amigos daqueles que nunca mais se vão ver. Finalmente o descanso no terraço do Ali. Naquele hotel de 1000 estrelas, enebriados pelo ar da noite do deserto deixamo-nos levar com o som das mesquitas ao fundo. Inesquecível como vos digo. Gostava de vos mostrar.
Vamos?

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Late talk

Les poupées rousses

- És feliz?
... o cursor fica a piscar sobre o fundo branco.
- Não respondas.
- Porquê?
- Não é pergunta que se faça.
- É uma pergunta como outra qualquer.
- Talvez, mas não é pergunta a que se responda.
- Tens razão.

Ella&Friends

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Paris "Nuit Blanche"

Num exercício de puro plágio à nossa terrinha querida, a cidade de Paris comemorou da melhor forma a vitória do XV de France sobre os implacáveis All Black! Um Paris Late Night à grande e à...vocês sabem o resto...

3 fotos dos "Tuileries" em fogo



E a igreja "Saint Eustache" com projecções psicadélicas!


post and fotos by Louis EyeStrong

sábado, 6 de outubro de 2007

Para a Mystic...

Hoje só nos faltou isto...

Maria Bethânia

E um chá de Príncipe a acompanhar!
Parabéns amiga!
Ella

terça-feira, 2 de outubro de 2007

O poema deles...

Este poema é dedicado aos 4 anos do Blog d' A Revista P.E.N.A. Quatro anos de puro prazer literário. Para quebrar a rotina de reflexão, escrevo este poema dedicado às milhares de ratoeiras e tentativas que todos nós já tentamos pregar aos outros: "Eles vieram?". Por tudo isso, "O Poema deles", dos gajos sem juízo e enlouquecidos, de todos nós. Bem haja...

Todos perguntam por eles,
Numa rotineira paixão.
Não há saída ou diversão,
Que arrefeça essa tentação.

Soa sempre a companheirismo,
Na igreja ou no campismo,
Num bar ou a jantar,
Todos gostam de treinar.

Se és novo camarada,
E o tempo não pára,
Alguém te tentará a piada,
Para estimular sua tara.

Scandinavian Style



In case you ask, music by Nina Kinert "Through Your Eyes"!