quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Telegrama


Cheguei Stop The weather it's pretty cold, anunciou o piloto Stop In deed it is Stop 4ºC Stop Nada de fashion clothes Stop Casaquinho para a neve Stop Luvas Stop Gorros Stop O nº54 Rue de L'arbre Sec continua como sempre acolhedor e quente Stop Patinar no gelo em frente ao Hôtel de Ville Stop Agora sozinha sem a minha mão, diz ele Stop Nãooooooo, sem ti não consigo andar Stop Tantos anos de patins em linha Stop Vergonha Stop Pfff Exibicionista Stop Passear de mãos dadas onde muitos anos antes Stop Doisneau tirou uma das minhas fotos preferidas Stop Mademoiselles fashion a tiritar de frio Stop Lindas claro Stop Ainda assim Stop Tes lunettes sont superbes, diz a menina da loja Stop Para finalizar Sweney Todd Stop Mr Depp sempre genial Stop como já tão bem nos habituou Stop Stop Stop Stop

Ella

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Demain je suis là


Ahhhh... Paris, France!
Home of the finest restaurants and the greatest chefs in the world.
Rémy,
Ratatouille (2007)
Ella

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Goddess Tip I


Ella,

Sei que um dia iremos juntas à Ladurée, avenue des Champs Elysées. Iremos saborear um chocolate bem quentinho, e comer este "petit gâteau rond à la fois moelleux et croustillant", de nome "Macaron". Enfim... seremos uma "Marie Antoinette" por um dia! E depois, iremos escrever postais aos amigos, e comprar sêlos bonitos Parisienses num tal de posto dos correios pequenino, apenas umas portas abaixo da Ladurée... vamos?



Yorkie girl*

PS Ok, Louis... também podes vir!

Ladurée 75, avenue des Champs Elysées, 75008 Paris

domingo, 27 de janeiro de 2008

Post-Scriptum

Photo by J

Quando entraste na minha vida deste-me o sol.
E quando um dia decidi seguir sózinho, abriste-me a porta. Enquanto caminhava percebi que sem a tua luz vivo na solidão da noite. Perdi-me. Inevitavelmente. Perdi-nos.
Os anos passaram e se te escrevi esta carta com tamanha clareza foi porque hoje compreeedo que há coisas que não se devem guardar. Há coisas que devem ser ditas aqui neste mundo.
Não pareço eu, eu sei.
Só tu me soubeste sempre ler. Só tu.
Desculpa se um dia não te soube guardar. Mas vou levar-te para sempre comigo. Sempre. A ti e ao nosso tesouro. Toma conta dele. Protege-o. Ele é a única coisa que deixo para trás. E a única sem o qual não existo.
O amanhã termina em breve. Sinto-o.
Hoje posso responder à pergunta que me fizeste naquela manhã cuja distância se perde na memória.

- Sim, sei. A minha felicidade está ao teu lado.

Sê feliz meu amor.
Teu

by Ella

Private...

Finalmente a minha prenda chegou!

Obrigada eu... por poder ter-vos na minha vida!
São vocês que fazem a minha vida ser fascinante!
Gros bisous!
Ella

Ps. para os participantes na prenda que não perceberam as linhas acima, falem com o Mr.T que ele vos explicará. Deixo-vos esta musiquinha...

sábado, 26 de janeiro de 2008

Berlin... Absolutely!


Berlim foi assim: uma cidade dividida ao meio por um muro. Mas o muro foi destruído e Berlim de hoje é contemporânea, tolerante, de movimentos "underground" e, seguramente, uma das capitais mais interessantes para visitar. Quanto a mim... "Berlin, absolutely"! Yuppiiiiiiiiii!!!

Yorkie girl*

Sexta-feira

Photo by Ella

O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

Álvaro de Campos

E eis que o peso da semana se abate sobre mim.
Ainda não sei o que me deu para me ter metido nesta coisa do trabalho. Já me lembro a necessidade. Ah sim, a independência.
Gostáva de ser pequenina e não ter obrigações, deveres, ou isso a que chamam responsabilidades.
Agora vou dar descanso ao corpo e deixar a mente deambular por outros mundos.
Bons sonhos!
Ella

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Quantum of Solace... The new 007!

Bond, James Bond, o agente secreto 007 mais famoso do mundo, está de volta pela 22ª vez! O nome da próxima aventura foi hoje revelada ao público, e chamar-se-á Quantum of Solace. Ladies... keep smiling... o James Bond será, mais uma vez, protagonizado pelo "British Sweetheart" Daniel Craig! "Casino Royale" deixou-nos um Bond de coração partido e, tal como Ian Fleming escrevera um dia acerca das relações:

"When they go wrong, when there's nothing left, when the spark has gone, when the fire's gone out, there's no quantum of solace."

Será Quantum of Solace uma ode aos sentimentos mais profundos de James Bond? Eis um bom mote para a aventura continuar...

Yorkie girl*

PS Estreia prevista para o UK e USA a 7 Novembro 2008. Portugal... estejam atentos!

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

La Môme

Ontem tive a oportunidade de descobrir no cinema o filme biográfico da Edith Piaf (que significa "melro") com a pequena "grande" Marion Cotillard a interpretar a cantora parisiense. E que grande interpretação meus amigos! De facto a Piaf tinha um feitio muito especial que se tornou na sua Voz (muito forte e sem conceções!), fazendo dela uma das artistas mais reconhecidas e amadas em França. O filme retrata com a mesma a atenção e cuidado os momentos altos e baixos não apenas da sua carreira mas de toda a sua vida com o recurso a flashbacks incessantes manipulados com uma agradável mestria. No final, depois de um ultimo "non, je ne regrette rien" na sala Olympia em Paris, o genérico chega em silêncio e sente-se aquela tensão e emoção palpável do público que acabou de ver algo especial, algo que os fez sair daquela sala escura e que os identificou com o público que teve a "chance" de ver a Edith cantar ao vivo.




A minha avó não foi ver o filme porque viu a "verdadeira" Piaf e teve receio de a (re)descobrir de uma outra forma. Compreendo perfeitamente mas, felizmente para mim, esta foi uma maneira de eu a poder descobrir em todo o seu esplendor graças à magia do cinema!


p.s. "faxioso": Marion Cotillard para Óscar de melhor actriz!!

LOUIS de Parrrrrrris

sábado, 19 de janeiro de 2008

Atonement

Dearest Cecilia, the story can resume.
Robbie


Um filme sobre como pequenas acções podem precipitar o futuro.

Após semanas de ausência das salas de cinema devido a fortes impecilhos laborais, lá fui ver o filme pronta para chorar baba e ranho. Mas o que teria tudo para poder ser um chicks movie, não o é - pelo menos na minha opinião.
Os condimentos estão todos lá e nas doses certas. Grande mestria ao traduzir sensações e sentimentos por imagens, planos muito bem conseguidos, fotografia excelente. Numa palavra flawless. Um filme que vive mais dos ambientes criados que da história em si, e que infelizmente apenas peca por na última parte do filme manter uma certa distância entre o espectador e as personagens principais, o que leva a um final menos intenso. O que de facto é uma pena... e eu que até sou uma espectadora fácil, só derramei uma lágrimita lá pelo meio do filme!

Can a story be resume?

Ps. Gostei particularmente de duas cenas que não resisto em partilhar... a cena em que ele escreve a carta e a cena na praia de Duquerque.
Ella

domingo, 13 de janeiro de 2008

Stockholm "Brief Encounter"


Fui e vim. Vi e senti. Stockholm é um pouco como quatro cidades enroladas num ano, onde cada estação é celebrada com muita paixão. Durante a Primavera e o Verão, os longos dias e as "noites brancas" são o palco perfeito para os concertos no parque e as maratonas da meia noite. No Outono e Inverno, os dias pequenos e de longa escuridão dão lugar, por sua vez, aos festivais de poesia e cinema e aos cafés à luz de velas. Lá fora, encontram-se os amantes da patinagem no gelo! Os "Stockholmers" são altos, muito altos, e também magros. São também muito simpáticos e bem dispostos, embora reservados, muito reservados.

Quem não ouviu falar de Greta Garbo (1905-1990), uma das maiores estrelas de toda a história do cinema? Quem não ouviu falar do grande realizador Ingmar Bergman (1919-2007)? Quem não ouviu falar da menina de nome "Pipi Longstocking", história infantil da escritora sueca Astrid Lindgren? E da garrafa de vodka mais famosa do mundo, Absolut Vodka claro?

Pois é. A Suécia é muito mais que a "home of giant IKEA"! É a "home of great icons"! Este foi o meu "Stockholm Brief Encounter". Gostei, gostei muito, e quem sabe se este delicioso "Scandinavian Style" não estará para ficar...? Brevemente vos digo. Agora, deixo-vos com o clássico "Young Folks", de Peter Björn and John, a banda pop sueca de maior sucesso actualmente...



PS Are you single? Swedes are the most unmarried people in the world...

Where is my mind

sábado, 12 de janeiro de 2008

Pequenas Pátrias

Photo by Louis

À medida que vamos crescendo e envelhecendo, começamos a reconhecê-las. Todos temos as nossas pequenas pátrias: lugares que sentimos como nossos. Frequentemente, são sítios ligados à nossa infância. Casas que nos viram crescer, terras onde nos aprendemos a orientar, caminhos que nos ensinaram a saber olhar. As bandeiras e hinos destas pequenas pátrias do coração são símbolos, sim, mas afectivos - cheiros, sabores, objectos ou paisagens que um dia, de sopetão, nos remetem para essas memórias que estavam escondidas dentro de nós e nos revelam. (...)
Algumas pequenas pátrias calham-nos em sorte, outras constroem-se, como a vida aliás. Com o tempo, tornam-se regaços, nos quais nos aninhamos felizes (...).
Seremos sempre eternos imigrantes pela vida fora mas o que nos acalenta o coração são na verdade estes bosques das pátrias onde calhámos e que construímos, terras que definitivamente escolhemos porque reconhecemos como nossas. Mesmo que nunca mais aí voltemos senão na nossa imaginação ou melancolia. 

Catarina Portas,
in P2 Público (12/1/08)
Ella

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Desabafo

Eva Mendes para Campari.

Depois de desligar bruscamente o telefone à sua cara metade:
- Típico. Isto é típico das mulheres! Mesmo típico! Quando precisam de alguma coisa tem que ser na hora, já! Mas quando é para nós, podemos esperar! Temos todo o tempo do mundo! E não se pode dizer nada... senão...
Professor

Hum... Até parece!?
Ella

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

AVISO - SPOILER !!!

Detesto que me estraguem o prazer da descoberta. Como daquela vez na SIC em que puseram um puto a dizer que morria uma das mais importantes personagens no penúltimo livro do Harry Potter. Ou na Vila em que basicamente me contaram o twist final, marca do Shyamalan. Ou há pouco tempo em que me estragaram completamente a 3ª série do Lost dizendo onde estavam todos no fim. Malta, adoro discutir filmes, séries e livros, mas por favor, há tanta coisa por onde pegar, porque há-de ser pelo fim?

Hoje trago a possível revelação de um dos maiores mistérios associado a um dos melhores filmes dos últimos tempos em que se revela o que o Bob Harris diz à Charlotte no fim da obra prima de Sofia Coppolla.

Aviso desde já! O vídeo que se segue pode estragar o filme a muita gente. Eu por acaso achava que das duas uma. Ou ele dizia um mambo jambo qualquer, ou então era qualquer coisa como isto. Se quiserem manter a magia da dúvida respeitando a visão da brilhante realizadora, não carreguem no play. A possibilidade de estragar o filme nos próximos visionamentos é grande, aviso outra vez. Eu não resisti.