quarta-feira, 25 de junho de 2008

Aprendiz de Viajante


Photo by Judith Tomaz

Um dia li num livro: "viajar cura a melancolia". Creio que, na altura, acreditei no que lia. Estava doente, tinha quinze anos. (...) Os anos passaram - como se apagam as estrelas cadentes - e, ainda hoje, não sei se viajar cura a melancolia. No entanto, persiste em mim aquela estranha impressão de que lera uma predestinação. A verdade é que desde os quinze anos nunca mais parei de viajar. (...) E quando regressei, regressei com a ânsia do eterno viajante dentro de mim. (...) A pouco e pouco, aprendi que nenhum viajante vê o que os outros viajantes, ao passarem pelos mesmos sítios vêem. O olhar de cada um sobre as coisas do mundo é único, não se confunde com nenhum outro. (...)

Al Berto, in "O Anjo Mudo"

Eu aprendi, e vocês?

terça-feira, 24 de junho de 2008

Pela boca morre o Big Fish...

Sempre disse que jamais voltaria para casa dos pais depois de 9 anos a viver sozinho no Algarve... Sempre disse que trabalhar em Leiria nunca...

Estou de volta ao Oeste para (sobre)viver em casa dos cotas para já e trabalhar em Leiria durante os próximos tempos. Full time mas a recibos verdes. Working for the Man, ainda por cima. É um sentimento agridoce como o molho de soja...

sábado, 21 de junho de 2008

A coisa aqui tá preta...

E de repente Portugal voltou a olhar para si de novo. Como diz o Chico Buarque nesta música:

[...]Aqui na terra tão jogando futebol
Tem muito samba, muito choro e rock'n'roll
Uns dias chove, noutros dias bate sol

Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta [...]

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Santo António...

Santo Antoninho...

Ou o rescaldo de sexta à noite com delay!




Photos by Ella

Feist



Feist, 
Aula Magna 11/6/ 2008

1º dia de calor em Lisboa. Aula magna ao rubro... quente e cheia. Nada melhor para terminar mais um dia de trabalho que um bom concerto em boa companhia (Djibicou & Workaholic). Leslie é simpática e divertida. As músicas são apresentadas com uma abordagem diferente musicalmente e um cuidado estético primoroso. Very nice!

No entanto a minha cultura músical portuguesa deixa muito a desejar...
- Olha lá, aquele não é o tipo dos Laranja?
Acho que não preciso de referir qual foi a reacção das meninas!

Ella

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Just DANCE!


Ele, é uma explosão de cor e alegria!
Ele, é electrizante!
Ele, é dançante!
Ele, é giríssimo!
Ele, é encantador!
Ele, não pára quieto!
Ele, dança, dança, dança!
Ele, entrega-se ao palco!
Ele, fez-nos saltar durante hora e meia!
Ele, move-se como um gato!
Ele, entrega-se ao público!

Ele, é Jay Kay,
mais conhecido por Jamiroquai!
The 'Show Man'!


No festival Aguaviva Canarias 2008,
com uma noite quente, digna de qualquer festival de Verão,
começou com Space Cowboy,


para delírio das 40 mil alminhas presentes
e durante 2 horas tocou-as todas:
de Cosmic girl a Little L,
passando por Corner of the earth e Virtual Insanity

terminou com I'm going, deeper underground...

e deixou-nos, com o ritmo no corpo,
até que os primeiros raios de sol nos guiaram
a um repousante e agradável sono de Verão!







Boa semana para todos,


aquele abraço.

quarta-feira, 11 de junho de 2008

The Happening

Crítica vai ser rápida. Novo filme do Sr. Shyamalan, traz sempre espectativa. Fui receoso, críticas duras por trás. E o que acontece no "The Happening"?.......Nada. Acho que para o título do filme é o cúmulo. Ou então uma grande chalaça do realizador. Tem algumas cenas perturbadoras, algumas cómicas, outras nem por isso e...tá feito. Twist final? Um 360. Não quero revelar nada mas quem viu o trailer pode dizer que -tá visto! sem qualquer vergonha. Enfim, vou acabar de ver a season 2 do Dexter, que isso sim dá pica!


bem lá no fundo dos olhos, vê-se que o rapaz tá cansado. Como dizia "a" do "outro":
"grandes poderes trazem grandes responsabilidades!"
O Sr. Night deve estar cansado de fazer grandes filmes, coitadinho também tem direito...

Louismalan

quinta-feira, 5 de junho de 2008

ROLAND GARROS!

Pronto, pelo menos já tenho aqui uma prova do sentido que faz vir passar um ano a Paris, longe de tudo e todos: Sim, fui "convidado" a ir ao Roland Garros!! Há uma semana atrás, se mostrasse tanta emoção por um joguito de ténis diria que estava a ficar maluco. Mas a verdade é que é preciso estar lá, no meio, para perceber a emoção que está por trás daquela bolinha amarela!! Não só o jogo em si mas as "regras de etiqueta" dos árbritos, o silêncio imposto, o público que arrisca um gritinho de vez em quando e que, de repente, não se consegue conter, tudo isto faz parte de uma certa magia...britânica!
Cá está a prova:
court Philippe-Chartrier, o maior :)


Ze public


e sim, aquele fulano minúsculo à esquerda é o number ooone
Mr. Roger Federer

ps: admito que agora ando um bocado viciado nos jogos até na tv, com o francês Gael Monfils nas meias-finais amanhã!
ps, 2: e também tive o privilégio de assistir ao jogo da nº1, a Mariazita Sharapova com o seu metro e 88. Gosto de ténis :)

LOUIS

quarta-feira, 4 de junho de 2008

It's Shaun the Sheep!

Apresento-vos a mais recente produção da Aardman Animations, estúdio responsável pelos geniais Wallace and Gromit, Chicken Run, Flushed Away ou Creature Conforts. Mais uma vez, a companhia de Bristol (gostava de saber o que há na água desta cidade para produzir tanta qualidade) surpreende com uma série de espisódios sobre Shaun - A Ovelha Choné em Português - uma ovelha que também faz mé, mas que não segue o resto do rebanho.

Animado em stop motion com plasticina, seguindo a honrosa tradição da Aardman, os episódios de 7 minutos estão recheados de muito humor físico e inteligente como só os ingleses são capazes. As personagens são demais, desde Shaun, a estrela principal, aos Naughty pigs, passando pelo Blitzer o cão pastor e a minha favorita, Shirley a ovelha enorme cheia de apetite e com grandes dificuldades de locomoção tal o seu peso. Não tem diálogos, o que por um lado torna mais fácil a compreensão de todos e por outro valoriza o argumento e a animação. Imprescindível para míudos e graúdos. Passa na RTP 2 e no Disney e é bom demais para perder.

Deixo-vos com um episódio adequado à altura do ano em que anda tudo louco com o futebol. Tudo serve como desculpa para jogar à bola. Até uma alface. Enjoy!




Shaun The Sheep - The most popular videos are here

Chegou!!!


Já chegou cá a casa o mais recente devaneio do Manel Cruz, músico por detrás de grandes projectos como os saudosos Ornatos Violeta ou Pluto. Trata-se de uma edição especialíssima limitada a 1100 exemplares denominada Foge Foge Bandido composta por dois lados (O Amor dá-me tesão e Não fui eu que estraguei) com autenticas trips do compositor envolvidos por um livro de capa dura a dar como que uma resposta ao avanço dos formatos digitais. Quem quiser encomendar é melhor apressar-se. O meu é já o número 740. Vale todos os cêntimos dos 30 € que custa. Mais uma vez não desilude. Pode-se comprar na CDGo.

Viajar





"Não são as pessoas
que fazem viagens.
São as viagens
que fazem as pessoas."



E tu, quem és, Viajante ou Turista?

terça-feira, 3 de junho de 2008

Another day in the paradise...



Foi a mão sem anéis antes da luva
Sorriso breve antes de um beijo lento
Foi a rosa entreaberta antes da chuva
Foi a brisa encontrada antes do vento

Foi a noite, a inocência na demora
Foi a manhã, verde janela aberta
Dois corpos lisos que se vão embora
Como a acordar a praia ainda deserta

Foi a paz, o silêncio antes do grito
Foi a nudez antes de ser brocado
E foi o cântico interdito
E todo o meu poema recusado

Pedro Homem de Melo
Voz: Camané
Aqui o Verão já começou e aí?

Para os nossos pais jamais deixaremos de ser aqueles seres minusculos que lhes caíram nas mão há uns bons pares de anos e os assustaram sem saber muito bem o que fazer, dotados apenas de um enorme instinto protector. Lá em casa não é diferente e serei sempre a criança deles. Claro que isto traz os seus benefícios. No dia da Criança é costume oferecerem-me um livro e este ano não foi diferente, embora já seja eu a escolher pois os gostos já vão muito além dos Cinco ou do Adrian Mole. Este ano, o fruto das horas de almoço passadas na secção de literatura da FNAC proporciou ao filho dos meus pais uma bela edição especial do meu livro preferido de todos os tempos. Uma edição comemorativa dos "Cem anos de Solidão" pela academia da língua espanhola. Depois, e como é impossível comprar só um livro na FNAC, resolvi-me auto-introduzir na escrita de Paul Auster e colmatar esta grande falha na minha cultura literária com o famoso "Trilogia de Nova Iorque". Agora só falta acabar a montanha de livros pendentes na mesa de cabeceira para ir até NY. Logo conto como foi.

Another day at the office ...

Via do Infante, Recepção, Recepcionistas simpáticas, Recepcionistas antipáticos, Bifes mal passados, Lagostas suadas à beira da piscina, Bifas pé descalço, pints, conversa de chacha, business men, possíveis negócios, connections, paraísos à beira-mar, atentados ambientais a cada passo, constatação que me andam a roubar o trabalho, incompetentes ainda por cima, concorrência, agradecer pelas aulas de francês do liceu, belas vistas, sol e mar, mar e sol, boa vista, vista boa, Via do Infante, cansaço não sei do quê, muito agradecido por estar a fazer alguma coisa, vontade de trabalhar a sério, pouca vontade de fazer por isso, casa...

boomp3.com

(Entretanto tenho andado a construir o sonho da pousada de charme na costa vicentina. Bons exemplos não têm faltado...)