terça-feira, 30 de julho de 2013

Envelhecer


Foto de Maree Turner.


Uma pessoa envelhece lentamente: primeiro envelhece o seu gosto pela vida e pelas pessoas, sabes, pouco a pouco torna-se tudo tão real, conhece o significado das coisas, tudo se repete tão terrível e fastidiosamente. Isso também é velhice. Quando já sabe que um corpo não é mais que um corpo. E um homem, coitado, não é mais que um homem, um ser mortal, faça o que fizer... Depois envelhece o seu corpo; nem tudo ao mesmo tempo, não, primeiro envelhecem os olhos, ou as pernas, o estômago, ou o coração. Uma pessoa envelhece assim, por partes. A seguir, de repente, começa a envelhecer a alma: porque por mais enfraquecido e decrépito que seja o corpo, a alma ainda está repleta de desejos e de recordações, busca e deleita-se, deseja o prazer. E quando acaba esse desejo de prazer, nada mais resta que as recordações, ou a vaidade; e então é que se envelhece de verdade, fatal e definitivamente. Um dia acordas e esfregas os olhos: já não sabes porque acordaste. O que o dia te traz, conheces tu com exactidão: a Primavera ou o Inverno, os cenários habituais, o tempo, a ordem da vida. Não pode acontecer nada de inesperado: não te surpreeende nem o imprevisto, nem o invulgar ou o horrível, porque conheces todas as probabilidades, tens tudo calculado, já não esperas nada, nem o bem, nem o mal... e isso é precisamente a velhice. 


Sándor Márai, in "As Velas Ardem Até ao Fim"

(Deliberadamente roubado do Facebook do Júlio Machado Vaz, porque nunca como hoje fez tanto sentido.)


segunda-feira, 29 de julho de 2013

You are always on my mind...




É basicamente isto que me apetece fazer sempre que abro o ficheiro word e vejo o cursor a piscar!


Para começar a semana em bom ritmo


Nunca fui grande fan da Fiona Apple, pelo contrário, mas confesso que gosto bastante deste Hot Knife do último CD da menina.

 Hot Knife,
Fiona Apple

Parece que esta semana vai ser de verão mesmo para quem se encontra naquele lugar mágico a que gostamos de chamar oeste com o seu microclima peculiar, e onde se proferem as palavras mágicas:
Isto ainda vai abrir!

Objectivo da semana: Fechar um capítulo e abrir outro!
Literalmente!


quinta-feira, 25 de julho de 2013

1+1=3

Foto de Roy DeCarava.


Já aqui falei de algumas das coisas que me deixam apreensiva com o fenómeno da maternidade, como o parto, as noites sem dormir, os avós ou todas aquelas pessoas que nos minam com comentários, dicas e sugestões. Mas há uma coisa que ninguém sabe como vai ser... O que vai acontecer ao casal? O que irá acontecer-nos?
Há dias quando regressávamos do fim-de-semana dei por mim a pensar que, apesar de desejar este pequenino mini-moi mais que tudo neste mundo, ia ter saudades da nossa vida a dois, dos nossos momentos a dois. Sozinhos.  Dei por mim a pensar no quanto gostava de estar só contigo, e o quanto somos felizes só os dois. Sei que quando formos três vai ser ainda melhor. Dizem-me. Sei que sim. Mas sei que não vou querer deixar de nos ter só aos dois. Nem que seja esporadicamente. Acredito que pelo bem dos três.

Sistersitting, friendsitting ou grannysitting... Vamos lá ver quanto tempo vai demorar até os papás serem capazes de cortar o cordão umbilical. Agora... Falar é fácil!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

PhotoMania

Para matar saudades...






Estas fotos fantásticas foram todas roubadas do projecto One Breath One Ocean.

***

Do passado... Ou efeito vinho do Porto!



Ri-me tanto ao pensar nas minhas! Sem dúvida que o passar do tempo faz-nos bem.
Quem não tem fotos destas que atire a primeira pedra!
Roubado daqui!

***

The Photo Man é um video sobre a vida de um homem cuja profissão é vender fotos pessoais que foram abandonadas. Este video fez-me lembrar uma frase que recordo muitas vezes:
"Eu estive aqui e ninguém contará a minha história".

É uma frase que se encontra gravada numa pedra de Bergen-Belsen e que, apesar de nunca lá ter ido, chegou até mim pelo livro As Rosas de Atacama de Luis Sepúlveda.


The Photo Man from Ben Kitnick on Vimeo.


terça-feira, 23 de julho de 2013

De filha para mãe

Na foto Jane Birkin.

A minha mamã fez anos ontem. Penso que daqui a um ano o meu filho me vai chamar mamã. Penso nas coisas que aprendi com ela. Penso nas coisas que lhe quero ensinar a ele. Penso nas coisas que vivemos juntas. Penso nos grandes dias. Penso nas pequenas alegrias. Nas pequenas conquistas. Nos pequenos nadas. Penso nos dias cinzentos. Em como gostava que tivesse a vida que merece. Nos sacrifícios que fez por nós. Penso em como contornou sempre as adversidades. Em como as superou. Sei que nem sempre foi feliz. Sei que abdicou de muitas coisas por nós. Sei que nunca se arrependeu. Sei que foi fiel a si própria. E o preço que teve de pagar. Sei que somos o Mundo dela. Mas nunca nos prendeu a ele. Penso muito nisto. Ser mãe é isto. E muito mais...

A minha mamã é a mulher que eu mais amo.
A única capaz de me irritar.


quinta-feira, 18 de julho de 2013

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Curso de Preparação para o Parto III



Depois de 7 aulas, o curso terminou.
Fica a expectativa do que por aí vem.
Falta escrever o plano de parto.
Falta fazer a mala para a maternidade.
Falta fazer a visita à maternidade.
Falta comprar e pedir emprestado uma série de "tarecos".
Falta encontrar um infantário.
Falta montarmos o quarto do mini-moi.
Enfim...
Falta esperar pelo exame final.


terça-feira, 16 de julho de 2013

Coisas sem as quais conseguimos viver...


Mas que quando uma alma caridosa nos empresta ou oferece se tornam imprescindíveis!


O adaptador de cinto de segurança para grávidas!



A almofada de amamentação que serve simultaneamente para dormir durante a gravidez, sendo particularmente útil nos últimos meses. Quando não a tenho uma almofada no meio das pernas substitui na perfeição. Eis a postura correcta aqui, não há nada que a internet não tenha!




segunda-feira, 15 de julho de 2013

Para a minha Fujizinha com amor

Confesso que estou apaixonada por esta mala. Seria a companheira mais que perfeita da minha Fujizinha nos nossos passeios, roadtrips, viagens e deambulações. Perfeita. Nem muito grande, nem muito pequena. Perfeita.

Esta marca tem malas para máquinas fotográficas muito funcionais e cheias de estilo!
(Podiam era ser mais baratas!)
fine camera bags + accessories





sábado, 13 de julho de 2013

N'O TALHO



Depois de várias tentativas frustradas de marcar mesa em cima da hora, finalmente conseguimos ir experimentar O Talho mais badalado da cidade na companhia dos nossos camaradas foodies habituais. E porque é que é o talho mais badalado da cidade? Porque tem todos os motivos para o ser... Comida de excelência, serviço 5 estrelas, muito simpático, atencioso, e o espaço é muito agradável e acolhedor. Enfim, todos os motivos para nos levar até lá muitas vezes. O Talho - Parte e Reparte funciona simultaneamente como um tradicional talho com produtos originais e como restaurante onde a carne é obviamente a estrela.





















Deixo-vos com o menu degustação, a Viagem na Carne na qual os chéries corajosos se aventuraram a embarcar... As meninas sempre menos corajosas, optaram por um leitão cozinhado no forno por 12 horas que estava de fazer inveja ao do Alma. E claro, aproveitando sempre para ir petiscando...



O gelado de Gaspacho surpreendente e fresco.



O bife tártaro com um toque asiático original que lhe assenta como uma luva.



A salsicha fresca bem condimentada.



A carne maturada, uma especialidade, elegantemente  preparada.




Ao contrário do que é costume acontecer na maioria dos restaurantes, aqui as sobremesas são mesmo uma surpresa. Não só pela originalidade mas também porque são realmente boas. Em cima, o creme brulé de erva principe com gelado de goiaba. Em baixo, os macarons de cardamomo com caril e gelado de framboesa. Tudo delicioso...




Vão até lá ou levem para casa, vão ver que não se vão arrepender!

Todas as fotos são do Louis!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

O mundo ao contrário

Leonardo da Vinci, 1511.


Ela estendeu o corpo no chão, a cabeça assente na pedra. A sua intenção era escutar as entranhas do mundo. As mulheres de Kulumani sabem segredos. Sabem, por exemplo, que dentro do ventre materno os bebés, a um dado momento, mudam de posição. Em todo o mundo, eles rodam sobre si próprios obedecendo a uma única e telúrica voz.

A Confissão da Leoa,
Mia Couto

Tal como eu suspeitava pela maneira carinhosa com que me espezinha o estômago e restantes entranhas, o pequeno mini-moi já há muito que está de cabeça para baixo. Aproxima-se o dia que terei de me sentar a escrever o plano de parto, ou seja, fazer uma pequena composição sobre como gostaria que todo o processo se desenvolvesse tendo em conta tudo aquilo que não podemos controlar e imaginando diferentes cenários. É portanto uma coisa simples. Talvez seja mais fácil começar pelo fim... Parece-me.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Dos bons momentos



Dizem-me que o melhor trimestre da gravidez já passou, que a partir de agora é uma exponencial de mau estar que culmina em rezas e suplicas para que esta criança saía daqui. A verdade é que, depois dos quatros primeiros meses de dores de estômago constantes, temos sido muito felizes juntos. Apesar de todos os efeitos secundários dispensáveis desfrutamos felizes a companhia um do outro. O dia corre mal, o dia corre bem, nunca estou sozinha. Tenho alguém que me lembra constantemente que tudo é relativo. Sabe bem.
E se um dia o tempo me fizer esquecer tudo o resto, lembrar-me-ei apenas do quão bom era sentir o meu pequeno mini-moi no seu movimento tosco de quem se sente de dia para dia mais apertado. Lembrar-me-ei do sorriso maravilhado do Pai perante este gratificante bailado. Lembrar-me-ei do ar surpreso das avós, das tias e dos amigos com as suas acrobacias nada tímidas. Finalmente percebo porque só se partilham maravilhas sobre a gravidez... Já ninguém se lembra. Na memória só ficam guardados os bons momentos.


segunda-feira, 8 de julho de 2013

40ºC à sombra


29ºC no trabalho...

O Colega: E com o calor não te incham os pés?
O Boss: Não, os pés dela não estão inchados, são mesmo é grandes!

Já não basta ter o centro de gravidade desajustado, arrastar estes kilinhos de amor no ventre e ter o estômago do tamanho de uma ameixa... Ainda me gozam.


Ps. Foto tirada com o meu iphonezinho e melhorada com um dos programa fantásticos que a minha little sister Micas me apresentou para edição de fotos... O BeFunky!

Boa semana a todos!

sábado, 6 de julho de 2013

Vite Fait, Vite Prêt Sorbet ;)




É um facto estou obcecada por gelados. Passo a vida a pensar em gelados, a sonhar com gelados, a suspirar por gelados. Nunca na vida pensei trocar um bom bolo de chocolate por um gelado, mas aconteceu. Num destes dias infernais enquanto o Louis se perguntava o que iríamos fazer para jantar, a minha resposta foi: não pode ser gelado? Foi então que o Louis se lembrou de um solução fantástica para mantermos o vício o mais saudável possível... Fazermos nós. Deixo-vos uma receita de sorvetes hiper fácil, super rápida e que combina muito bem com este dia escaldante.




Sorbet 5-1-1*

500 g de fruta
Até 100 g de açúcar (Não é essêncial. Vai depender da fruta utilizada, se está madura e claro, do vosso gosto pessoal!)
100 mL de água

Triturar o açúcar com a varinha mágica. Juntar a fruta e voltar a triturar. Adicionar a água e voltar a triturar. Se tiverem um máquina de fazer gelados após 20 minutos está no ponto, se não deixem de um dia para o outro no congelador. Infelizmente quando colocamos no congelador não fica com uma textura tão cremosa.

Hoje fizemos de pêssego mas podem fazer com a fruta que desejarem... Morango, ananás com hortelã, manga, pêra, etc...

Experimentem!

Todas as fotos são do Louis e do seu i-phone maravilha!


*5-1-1, como foi designado pelo Louis, ou segundo o que nos explicaram nas aulas de preparação para o parto, contracções de 5 em 5 minutos, com duração de 1m, durante pelo menos 1h! A enfermeira: "É fácil de decorar, é o 115 ao contrário, quando acontecer é tempo de pensar em ir para o hospital, sem stress e com um sorriso na cara...!" 
Por mim prefiro o meu Sorbet 5-1-1, sem contrações e com garantia de sorriso na cara!!


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Ser pitosga é uma imagem de marca


E quero muito acreditar que simultaneamente de estilo e personalidade.






Roubado do trabalho de Federico Mauro!


Talvez para ver com mais esperança o meu Portugal gostava de trocar as minhas armações. Tal como o País estão cansadas, vêm do tempo do Sócrates já viram demasiadas "tricas e tretas". Queremos um futuro mais limpo, mais simples, mais responsável e mais honesto.